15 de fevereiro de 2017

*Como viajar com seu pet de carro, ônibus ou avião*

Oi pessoal!

Muita gente pergunta quais são as regras para se viajar de carro, ônibus e avião com um cachorro ou gato. Por isso, resolvi fazer esse post para responder essas dúvidas e dar algumas dicas importantes sobre viagem com nossos peludos. Vamos lá?

Viajando com seu pet –o que é preciso saber?

Antes de viajar com o seu cachorro ou gato, seja de carro, ônibus ou avião, é importante que você converse com seu veterinário. O ideal é que ele examine seu pet para ter certeza de que está tudo ok com a saúde dele. Outro ponto a ser conversado é sobre eventuais enjoos, muito comuns em viagens. O profissional poderá indicar medidas preventivas para que seu bichinho não passe mal durante o trajeto.

Agora, uma dica de petlover para petlover: se você está pensando em viajar com o seu pet, é importante que você responda mentalmente algumas perguntas como: meu cachorro/gato já andou de carro? Se sim, ele gosta da experiência ou fica extremamente estressado/agitado? Ele está acostumado com bolsas e caixas de transporte? Meu pet se sente à vontade em locais estranhos com pessoas diferentes? Ele é um pet sociável e que irá curtir a viagem tanto quanto eu? Meu pet é amigável com outros pets e outras pessoas? Meu pet apresenta comportamentos indesejáveis e que podem acabar incomodando outras pessoas (como latir/miar excessivamente, fazer suas necessidades em qualquer lugar, destruir objetos, etc)?

A ideia de levar nosso bichinho com a gente em viagens é maravilhosa, mas ela só será realmente maravilhosa na prática se nosso companheirinho estiver tão confortável com a situação quanto a gente. Se você avaliar que talvez ele acabe não curtindo tanto a viagem ou possa apresentar alguns comportamentos indesejados, talvez seja melhor repensar sua viagem com seu pet, caso contrário, a viagem pode acabar não sendo uma experiência bacana nem para você, nem para ele. No caso de viagem com gatos, é importante ter ainda mais cuidado, já que os felinos raramente se sentem seguros em ambientes desconhecidos, o que pode acabar resultando em um estresse enorme para o gatinho, afetando sua saúde.

Além disso, a gente tende a achar que nosso pet estará melhor na nossa companhia, mas, às vezes, os bichinhos podem preferir menos agitação. Se esse for o caso, 
e veja a dica que eu dei sobre hospedagem para cães.

Bom, agora vamos às dicas!

Viajar de carro com cães e gatos

A forma mais segura de se viajar com cães e gatos, é garantindo que eles estão presos. Assim, em casos de freadas bruscas ou colisões, os bichinhos estarão protegidos. Para cães até 10kgs, uma ótima opção são os assentos. Eles ficam presos pelo cinto de segurança do carro e o animal fica preso ao assento pela coleira.  assento pela coleira.

Para cães que pesam mais de 10kg, o cinto de segurança para cães é o ideal. Ele irá garantir que o cachorro ficará seguro e confortável durante a viagem.


Resultado de imagem para cinto segurança caes

Outra opção, e essa é ótima também para gatos, são as caixas de transporte. As caixas de transporte e bolsas de transporte estão disponíveis em diferentes tamanhos, formatos, cores e materiais. No entanto, se seu bichinho não estiver acostumado a utilizá-la, é importante que você introduza a caixa ou bolsa de transporte no dia a dia do animal antes da viagem. Passeie algumas vezes com o pet dentro da caixa e a deixe pela casa para que ele possa se acostumar com ela. Assim, ele não se sentirá desconfortável e com medo na hora de viajar dentro da caixinha.

Resultado de imagem para caixa de transporte para cães

Durante a viagem, é importante que você faça diversas paradas para que seu pet possa beber água, fazer suas necessidades e gastar um pouco de energia. Além disso, devemos nos atentar para a temperatura de dentro do carro. Se a viagem acontecer em um dia de sol, não hesite em ligar o ar condicionado ou abrir os vidros para que a temperatura não fique tão alta.

Viajar de ônibus com cães e gatos

Para viajar de ônibus com o seu pet, você precisará:

Apresentar um atestado veterinário que comprove as boas condições de saúde do animal
Transportar o pet em uma caixa de transporte

Além disso, é importante contatar a empresa antes da data da sua viagem para tirar todas as dúvidas. Isso porque algumas empresas possuem normas específicas como, por exemplo, a obrigatoriedade do animal ocupar um assento ao lado de seu dono. Algumas empresas exigem que o dono compre a passagem do animal para que ele ocupe o assento ao seu lado. Outras, não possuem essa regra e permitem que o animal fique no colo do tutor (dentro da caixinha de transporte, claro). Ainda, é importante contatar a empresa para avisar que você estará com seu bichinho de estimação, já que, normalmente, existe um número limite de pets que podem ser transportados por viagem – e caso esse limite tenha sido atingido, você provavelmente não poderá embarcar naquele ônibus.

Viajar de avião com cães e gatos

Para viajar de avião com seu cachorro ou gato, é importante estar atento às regras da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) e, também, às regras da companhia aérea com a qual você irá viajar, pois cada companhia adota regras próprias.

No caso de vôos nacionais, as regras básicas e adotadas por todas as companhias aéreas são:

Atualizar todas as doses das vacinas do seu pet;
Apresentar atestado veterinário;
Avisar a companhia aérea com antecedência de que viajará com seu animal;
Trasportar seu animal em uma caixa de transporte resistente, com ventilação, que irá acomodar seu pet com certa folga

Para que seu pet viaje na cabine junto com você, ele precisa pesar menos de 10kg com a caixa de transporte (essa regra pode variar de acordo com a companhia). Se ele for viajar no porão da aeronave, não se esqueça de identificar com uma plaquinha tanto o seu pet, quanto sua caixa de trasporte.

Uma observação importante: algumas companhias aéreas não transportam cães de determinadas raças. Portanto, por mais que seu cão esteja com as vacinas em dia e com atestado de boa saúde, ele poderá ser impedido de viajar caso sua raça esteja entre as proibidas daquela companhia.

Em vôos internacionais, é extremamente importante que você, além de contatar a empresa aérea, se informe sobre as regras do país de destino. Isso porque alguns países possuem regras específicas (como a necessidade do animal passar pelo período de quarentena antes de entrar no país) que podem acabar impedindo que você desembarque com seu pet. Além disso, é importante se informar sobre as especificações da caixa de transporte na qual seu animal viajará. Ou seja, ele não poderá viajar em qualquer caixa de transporte, por isso, antes de comprar uma, verifique se ela atende tais especificações.
Resultado de imagem para viagem animais

Boa viagem com seu amiguinho!


12 de janeiro de 2017

*Como cuidar de sua Calopsita*

Resultado de imagem para Calopsitas

Calopsitas são fantásticas como bichinhos de estimação, elas são alegres, fáceis de cuidar e muito resistentes a doenças, tem um baixo custo e uma baixa manutenção, além das Calopsitas macho cantarem muito bem.

São as companheiras ideais para quem gostaria de ter uma Cacatua, Arara ou um Papagaio, mas não pode pagar por uma ave de grande porte legalizada. Além de serem muito mais silenciosas.

Elas aprendem facilmente a assoviar pequena musicas e, próximas às aves cantoras elas podem aprender a cantar lindamente! As Calopsitas tem um comportamento muito similar aos grandes pistacídeos. (pássaros da família dos papagaios) e são infinitamente menos ruidosos.
A variedade de cores é surpreendente e sendo bastante dóceis, são perfeitas para que seja domesticável bastando apenas que ele seja ainda jovem.

Seu tamanho é de excelente adaptabilidade, de manusear e são dotadas de excelente personalidade, alegres e sempre dispostas a lhe fazer companhia. Dão-se muito bem com os cães.
Criar uma calopsita bebê, também pode ser bastante fácil hoje em dia por existirem inúmeras papas para filhotes que garantem a nutrição e o crescimento sadio de um bebê. Elas costumam viver de 12 a 15 anos aproximadamente, desde que sejam bem alimentadas, e não fiquem expostas ao tempo: proteja-os do frio, sol forte e chuva.
Seu tamanho é de cerca de 30cm.

Elas geralmente têm uma bela crista amarela e adorável círculos laranja abaixo dos olhos. Sua sexagem poder ser feita após os 5 ou 7 meses de idade.
Somente os machos têm habilidade para cantar e este atributo pode ajudar na sexagem da aves antes dos 5 meses de idade, pois nesta idade elas já começam os primeiros acordes.
Precisam de atenção se cansam da rotina, elas se comunicam com o dono que reconhecerá cada som que ela emitir como decorrer do tempo.

O corte das asas:

Para garantir que não vão voar ou se perder em ambientes abertos, é recomendável aparar as penas das asas, o número de acidentes domésticos grande, os maiores riscos são panelas ferventes destampadas, ventiladores de teto, vaso sanitário aberto, pois podem cair dentro e se afogar.
O aparo da penas das asas deve ser feito por alguém que saiba a maneira correta. Ao sair com o pássaro manso na rua deve se ter em mente os inúmeros riscos.

Pode acontecer do pássaro se assustar e acidentar-se por atropelamento ou voar até uma casa que tenha cães ou gatos. Se as asas não forem aparadas elas correm o risco de voarem e se perder, sem saber voltar.

Alimentação:

São pássaros extremamente fáceis de tratar em termos de necessidades nutricionais, comem de tudo.
Adoram sementes de todos os tipos (com ressalvas ao girassol que atualmente tem sido efetivamente reduzido da alimentação de todos os pássaros por oferecer grande quantidade de gordura), adoram verduras, vegetais, frutas (com restrições apenas para abacate, alface, sementes de maçã e alimentos humanos que não podem ser dados a eles) castanhas (sem sal em pouquíssima quantidade), calopsitas adoram também milho verde, natural ou cozido.

Veterinários e criadores recomendam as atuais excelentes “rações peletizadas” que podem com facilidade até substituir grande parte de sua alimentação.
Rações especializadas aumentam em variedade e quantidade a cada dia, o que facilita a vida do proprietário do pássaro, especialmente em uma viagem de curta duração.
Pois estes alimentos não se deterioram e são igualmente saudáveis.

Resultado de imagem para Calopsitas


Independente, por natureza, a calopsita não gosta de viver engaiolada.

"Quem é dono do céu não merece o confinamento de uma gaiola"




5 de janeiro de 2017

Petição contra a queima de fogos de artifício.

Imagem relacionada

Quem tem animal de estimação sabe como é estressante para eles lidar com os barulhos causados por explosivos, como os fogos de artificio, situações que os expõem a altos níveis de ruídos.
Os fogos prejudicam a saúde dos animais, principalmente dos caninos, muito têm ataques cardíacos e outros fogem de medo perdendo-se de sua família.

Clique no link abaixo e assine a petição contra a queima de fogos.


Imagem relacionada



21 de dezembro de 2016

Feliz Natal!

Imagem relacionada 

Neste Natal eu desejo que a "Paz e a Harmonia" encontre moradia em todos os corações. 

Que a Esperança seja um sentimento constante em cada ser que habita este planeta.

Desejo que o Amor e a Amizade prevaleça acima de todas as coisas materiais.

Que as Tristezas ou Mágoas, sejam banidas dos corações, dando lugar apenas ao Carinho.

Que a "Dor do Amor", encontre o remédio em outro Amor.

Que a "Dor Física", seja amenizada e que Deus esteja ao lado de todos, dando muita força, fé e resignação.

Que a Solidão seja Extinta, e no seu lugar se instale a Amizade Verdadeira, e o Companheirismo.


Que as pessoas procurem olhar mais a sua "Volta", e não tanto para "Si" mesmas.

Que a Humildade e o Respeito residam na Alma e no Coração de todos.

"Que saibamos Amar e Respeitar o Próximo como a nós mesmos".

Desejo também que meu pedido se realize não só neste Natal, mas em todos os dias de nossas vidas! 




Não podemos esquecer de pedir também pelo fim do abandono.

Fim dos testes em laboratórios e exploração dos animais.

Fim da crueldade de todos os seres desse planeta.

Só assim teremos um Natal feliz! 




16 de novembro de 2016

*Para adoção*


Esse lindo é o Huguinho e seu anjo chama-se Márcia. 
Márcia começou a cuidar do Huguinho desde setembro e ele recebeu toda atenção e cuidados necessários, pois estava muito debilitado. O veterinário chegou a dizer que ele só sobreviveria por um milagre. E esse milagre aconteceu!
Huguinho está aí saudável, serelepe, feliz e certamente muito agradecido por ter sido salvo e por ter conhecido o verdadeiro Amor. 
É de porte pequeno, dócil, muito carinhoso e convive bem com outros animais. Tem aproximadamente dois anos e atualmente vive numa rua muito movimentada onde vários cachorros morreram atropelados.


Huguinho está à espera de uma família que o acolha e dê todo carinho, amor e proteção que merece. 

Tem um lugarzinho aí na sua casa e no seu coração?

Quem quiser adotá-lo é só deixar seu recado aqui no Blog ou por 
e-mail : respeite.proteja@yahoo.com 

Gif

Resultado de imagem para adote